Quanto e o quê pode ou deve ser paralelizado? Cores, Threads, NUMA... As novas arquiteturas de hardware permitem-nos extrair todo o potencial das pastilhas (processadores) e do uso e mapeamento de grandes quantidades de memória (RAM). Todavia, é preciso um entendimento sistêmico do conjunto: hardware + sistema operacional + parametrização do banco de dados. Pouco paralelizar leva a subutilização do potencial do hardware, restringindo a performance. Inversamente, paralelizar em excesso ou de maneira pouco estratégica pode levar o hardware a exaustação, aumentando muito os conflitos, contenções, travamentos, MUTEX, e, também, diminuindo a performance, em alguns casos, de maneira drástica. Por isso, gostamos de usar o termo "estratégia". Os núcleos, cores e threads estão lá. Acertar a mão no quanto utilizar é tão importante quanto a correta parametrização do RDBMS e Sistema Operacional.